Português   English   Español
Português   English   Español

Holiday atacado por apontar falhas na narrativa ‘Bolsonaro nazista’

Holiday atacado por apontar falhas na narrativa 'Bolsonaro nazista'
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Fernando Holiday publicou um vídeo em seu canal no YouTube nesta terça-feira (16) apontando contradições na narrativa da esquerda brasileira sobre o suposto apoio da Ku Klux Klan a Bolsonaro.

O vereador Fernando Holiday (DEM-SP) está entre os assuntos mais comentado do Twitter brasileiro nesta quarta-feira (15). O termo “capitão do mato” é encontrado com facilidade.

Holiday, que também é membro do Movimento Brasil Livre (MBL), publicou um vídeo no YouTube falando sobre o suposto apoio do supremacista branco norte-americano David Duke ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

Todos os veículos de informações da grande mídia repercutiram a notícia publicada pela BBC Brasil na manhã de terça-feira (14). O jornal foi conversar com Duke, que é membro da Ku Klux Klan (KKK), sobre o candidato à Presidência do Brasil.

“Ele soa como nós”,  colocou em desta que o jornalista Ricardo Senra, responsável pela matéria, deixando claro o objetivo do texto: conectar Bolsonaro ao KKK.

A estratégia da grande mídia ao utilizar a entrevista com David Duke para atacar o direitista Bolsonaro não é nova. Dois anos atrás, o presidente norte-americano Donald Trump precisou vir a público, assim com Bolsonaro fez ontem, rejeitar qualquer apoio de supremacistas brancos.

Em seu vídeo, Fernando Holiday lembra que o próprio David Duke citou a relação de Bolsonaro com Israel como uma das suas grandes preocupações.

O candidato do PSL deu vários indícios de que guiará a sua política externa por caminhos semelhantes aos trilhados pelo presidente dos Estados Unidos. A relação de Donald Trump com o Estado judeu é uma das melhores entre as duas nações aliadas.

A esquerda brasileira, com apoio da grande mídia e da blogosfera petista, está tentando utilizar as declarações do membro do KKK para construir a narrativa de que Bolsonaro tem raízes “nazistas”.

Holiday, além de citar esta nítida incoerência,  também apontou para informações interessantes sobre a fundação do grupo racista Ku Klux Klan.

O vereador declarou:

David Duke, o ex-KKK, na década de 1960 pertenceu ao Partido Nacional Socialista da América. E os ideais de “igualdade” que pregavam são muito parecidos com os ideais fundantes do petismo e dos partidos que o apoiam.

“Mas desta vez o povo brasileiro está vacinado, não vamos cair nesta armadilha”, concluiu Holiday em seu vídeo, apontando que o PT sempre foi o grande causador da polarização do Brasil.

Em nenhum momento do vídeo, Fernando Holiday diz que a Ku Klux Klan é um grupo de esquerda. Mas isto não impediu que a militância esquerdista nas redes sociais partissem para o ataque.

Abaixo você pode conferir alguns comentários, um tanto quanto racistas, inclusive com o termo “capitão do mato, sobre o político do DEM:

https://twitter.com/mdenser/status/1052520802569064455

https://twitter.com/Savagefiction/status/1052563658188972033

Confira o vídeo e tire suas próprias conclusões:

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!