Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Homem mata ex, invade igreja e abre fogo contra fiéis

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Homem mata ex, invade igreja e abre fogo contra fiéis

Uma igreja na cidade de Paracatu, localizada no Estado de Minas Gerais, foi alvo de um ataque na noite desta terça-feira (21).

Um indivíduo invadiu o templo da Igreja Batista Shalon e efetuou vários disparos de arma de fogo por volta das 19h.

Testemunhas falam em quatro óbitos, mas o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais (CBMMG), que atua na ocorrência, não confirmou a informação, segundo o Correio Braziliense.

O jornal mineiro O Tempo confirma a informação sobre quatro pessoas mortas na ação criminosa.

Citando a Polícia Militar como fonte, o jornal afirma que o suspeito do crime é um ex-militar das Forças Armadas.

Confira mais detalhes da reportagem do jornal:

“Segundo o major da PM Flávio Santiago, o homem foi até a casa da mãe dele, onde estavam a mãe, a irmã e sua ex-namorada. Então, desferiu um golpe de faca no pescoço da ex-companheira, que morreu no local.

Em seguida, ele foi até uma igreja batista da cidade, onde ocorria uma reunião fechada com aproximadamente 20 pessoas. De posse de uma garrucha calibre 36, o autor do ataque atirou na cabeça de um senhor, de nome Antônio. Ele era pai do pastor da igreja.

Depois disso, o ex-militar recarregou a arma e atirou novamente, desta vez, na cabeça de uma senhora.

A PM chegou ao local e, ao perceber a presença dos militares que tentavam negociar, ele disparou mais uma vez e acertou na cabeça de outra mulher que estava na igreja. Com isso, as três pessoas morreram no templo.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias