- PUBLICIDADE -

Homem preso na Nova Zelândia por divulgar vídeos do massacre

Homem preso na Nova Zelândia por divulgar vídeos do massacre
- PUBLICIDADE -

Philip Arps recebeu duas acusações por distribuição de material censurável com base na Lei Cinematográfica.

O homem de 44 anos é a segunda pessoa acusada de compartilhar o vídeo ao vivo dos violentos ataques contra duas mesquitas de Christchurch, na Nova Zelândia.

Philip Arps foi detido pela polícia neozelandesa na terça-feira (20), quatro dias depois dos ataques executados pelo australiano Brenton Tarrant, 28 anos, nesta cidade da Ilha Sul.

O massacre, que foi transmitido ao vivo pelas redes sociais, deixou 50 pessoas mortas e dezenas de feridos.

Arps recebeu duas acusações por distribuição de material censurável com base na Lei Cinematográfica.

O indivíduo foi detido após uma audiência na corte distrital de Christchurch. Uma nova audiência foi marcada para 15 de abril, informa o Correio Braziliense.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -