Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Hong Kong adia eleição após vetar candidatos da oposição

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
‘Terroristas por natureza’, diz China sobre protestos em Hong Kong

A líder de Hong Kong adiou a eleição por um ano após vetar candidatos opositores.

Carrie Lam, chefe de Estado de Hong Kong, adiou em 1 ano a eleição legislativa marcada para 6 de setembro.

Em anúncio feito nesta sexta-feira (31), Lam justificou a decisão apontando o aumento de casos do novo coronavírus.

Segundo Lam, que disse que a eleição ocorrerá em 5 de setembro do ano que vem, a decisão foi a mais difícil que tomou em sete meses e visa a salvaguardar a saúde das pessoas.

A medida é um golpe para a oposição pró-democracia, que esperava consolidar a onda de ressentimentos com a nova Lei de Segurança Nacional na votação.

O adiamento vem depois de 12 candidatos pró-democracia serem desqualificados e impedidos de concorrer na eleição, como noticiou a RenovaMídia.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email