Português   English   Español

Horas complementares na UFPR por visita a acampamento pró-Lula

acampamento-venezuela

Professora afirma que não foi uma aula política; intenção da atividade era proporcionar aos estudantes uma experiência da força e extensão dos movimentos sociais.

Estudantes da Universidade Federal do Paraná (UFPR) visitaram o acampamento de manifestantes em defesa do ex-presidente Lula, em Curitiba, na última quarta-feira (11). A visita foi feita por alunos do curso de Direito como parte de uma disciplina obrigatória sobre direitos humanos.

A professora responsável pela atividade, Danielle Annoni, disse em post no Facebook:

Não importa sua ideologia ou posicionamento partidário, a prática em direitos humanos consiste em colocar-se no lugar do outro.

De acordo com informações da Gazeta do Povo:

A aula faz parte de uma disciplina obrigatória que estuda práticas de direitos humanos. A visita será considerada uma “atividade de extensão com carga horária de quatro horas” para aqueles que entregarem um relatório “até o dia 18 de abril na secretaria do NPJ da Faculdade de Direito da UFPR”.

No escopo de atividades da disciplina, está previsto que os estudantes observem diferentes comunidades. “Temos determinados públicos-alvo. Ano passado, foram os moradores de rua de Curitiba e mulheres que trabalham com prostituição”, justifica a professora, em entrevista à Gazeta do Povo.

De acordo com ela, a atividade não foi criada especificamente para o acampamento. “O acampamento veio auxiliar uma aula e uma prática que desenvolvemos desde o ano passado”, diz.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...