Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Hospitais da China matam bebês para erradicar uigures, diz médica

Hospitais da China matam bebês para erradicar uigures, diz médica
COMPARTILHE

Médica em Xinjiang: hospitais matam recém-nascidos e forçam aborto para erradicar uigures.

Hospitais da China matam recém-nascidos e realizam abortos tardios na tentativa de diminuir a população muçulmana uigur em território chinês.

A denúncia foi feita por Hasiyet Abdulla, médica que trabalhou em Xinjiang, província chinesa onde a etnia está concentrada, e atualmente mora na Turquia.

Em uma entrevista à Radio Free Asia, Abdulla falou sobre seus 15 anos de trabalho em hospitais de Xinjiang.

Abortos forçados ocorreram quando a mãe estava “grávida de oito e nove meses”, disse a médica, acrescentando que a equipe do hospital ocasionalmente “até matava os bebês depois que eles haviam nascido”.

“Eles não davam o bebê aos pais – eles matam os bebês quando nascem”, disse ela.

“É uma ordem dada de cima, é uma ordem que foi impressa e distribuída em documentos oficiais. Hospitais são multados se não cumprirem, então é claro que eles fazem isso”, completou a médica.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE