Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Hospitais de campanha serão desmontados sem sequer abrir as portas

Construção de hospital de campanha no Rio de Janeiro durante pandemia de coronavírus
Imagem: REUTERS/Lucas Landau
COMPARTILHE

Construídos para ampliar a oferta de leitos durante a pandemia, os hospitais não chegaram a entrar em operação.

Três hospitais de campanha construídos no Rio de Janeiro para ajudar no combate à pandemia de coronavírus devem ser desmontados nos próximos dias.

Em meio a atrasos e investigações sobre irregularidades no governo de Wilson Witzel, os hospitais sequer foram efetivamente abertos ao público.

Em conversa com jornalistas, nesta segunda-feira (27), o secretário de Saúde do Rio, Alex Bousquet, afirmou:

“Há uma forte tendência de, nos próximos dias, anunciarmos o fechamento dessas unidades. O planejamento já previa o início, meio e fim da necessidade dessas unidades de apoio.”

E, segundo a CNN Brasil, acrescentou:

“Acompanhamos as curvas de controle diário e entendemos que a epidemia está estabilizada ou em queda. Caso haja uma segunda onda de contaminação, as redes municipais e estaduais estão preparadas. Também poderemos fazer convênios com a rede particular.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários