Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Hungria convoca embaixadores de países nórdicos após fake news

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Hungria ignora protestos dos sindicatos e promulga lei de flexibilização trabalhista

“Deixe que eles cuidem de seus próprios assuntos”, disse chanceler húngaro sobre críticas de países nórdicos.

O governo da Hungria convocou, nesta segunda-feira (11), os embaixadores de cinco países nórdicos: Islândia, Suécia, Noruega, Finlândia e Dinamarca.

O ministro húngaro das Relações Exteriores, Peter Szijjarto, acusou as nações de espalhar informações falsas, depois que os diplomatas manifestaram preocupação com a situação da democracia no país do Leste Europeu.

Em 30 de março, o parlamento húngaro adotou uma legislação permitindo que o premiê Viktor Orban governasse até nova ordem por decreto sob um estado de emergência votado para combater a pandemia de coronavírus.

Em um e-mail datado de 6 de maio, os chanceleres dos cinco países nórdicos disseram que o “estado de direito deve prevalecer mesmo em uma situação de emergência”.

Segundo a agência France-Presse, a resposta do ministro Szijjarto foi enfática:

“Os ministros [dos países nórdicos] sabem melhor do que os húngaros o que os húngaros querem? Deixe que eles cuidem de seus próprios assuntos.”

Budapeste rejeitou as críticas ao estado de emergência, afirmando que o parlamento pode suspender as medidas excepcionais a qualquer momento e que o estado de emergência será levantado assim que a pandemia terminar.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email