Português   English   Español
Português   English   Español

Hungria critica UE e diz que cada migrante custa R$115 mil ao país

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O Ministro da Hungria responsável pela comunicação do governo, Bence Tuzson, advertiu sobre os enormes custos e as implicações financeiras em aceitar a cota de refugiados imposta pela União Europeia.

Benve Tuzson afirmou em uma coletiva de imprensa:

Com base nestes planos [cotas da UE], a Hungria já teria que admitir mais de dez mil migrantes antes do final deste ano (…) o que teria sérias implicações financeiras.

Em seguida, Tuzson cobrou a delineação dos custos da resolução de migrantes na Hungria, advertindo que poderiam aumentar:

Tendo em vista o fato de que, de acordo com os planos de Bruxelas, cerca de 9 milhões de forints (R$115 mil) deveriam ser gastos com todos os migrantes, o custo envolvido seria na ordem de 100 bilhões de forints (R$1,2 bi), o que poderia aumentar ainda mais em várias ordens de grandeza nos anos futuros, à custa do orçamento nacional.

Tuzson usou a Alemanha como exemplo de como os gastos dos migrantes podem subir rapidamente em um curto espaço de tempo.

Segundo a autoridade húngara, os gastos com os benefícios sociais concedidos aos migrantes e outros custos associados aumentaram mais de 70% no país de Angela Merkel no espaço de um ano, resultando na Baviera “gastando atualmente mais com a migração do que com a própria economia, proteção ambiental e cuidados de saúde juntos“.

 

Com informações de: [Sputnik]

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email:

Fique tranquilo(a), assim como você também odiamos spam, você poderá sair quando quiser :)

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias_

Pátria Educadora. Garanta sua vaga!