Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Hungria diz não ter obrigação de receber imigrantes ilegais

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Um acordo não pode ser feito na questão migratória, disse o primeiro-ministro Viktor Orban no sábado (16), acrescentando que “não há necessidade de tal compromisso”.

O premiê da Hungria participou de uma conferência marcando o primeiro aniversário da morte do chanceler alemão Helmut Kohl.

Durante o evento, ele disse que não conhece nenhum documento afirmando que “se você se unir à União Européia, você deve se tornar um país de migrantes”.

Viktor Orban declarou:

A Hungria tem consciência da sua força, peso e responsabilidades na UE e não procura assumir um papel político a nível europeu. Somos um povo orgulhoso, que se conhece e avalia a situação realisticamente. Onde temos ambições definidas é a Europa Central e o Grupo de Visegrad.

Ele acrescentou que a Hungria quer ser um dos países “fortes e cooperantes da região que ajudam e encorajam uns aos outros”.

O primeiro-ministro húngaro disse que construir uma Europa forte requer estados-nações fortes.

No que diz respeito à União Europeia, ele disse que a comunidade “ainda é rica, mas enfraquecida” e insistiu que o futuro da Europa estava condicionado à sua capacidade de proteger suas fronteiras externas.

 

Traduzido e adaptado de Voice of Europe
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram