Português   English   Español

Hungria diz não ter obrigação de receber imigrantes ilegais

Um acordo não pode ser feito na questão migratória, disse o primeiro-ministro Viktor Orban no sábado (16), acrescentando que “não há necessidade de tal compromisso”.

O premiê da Hungria participou de uma conferência marcando o primeiro aniversário da morte do chanceler alemão Helmut Kohl.

Durante o evento, ele disse que não conhece nenhum documento afirmando que “se você se unir à União Européia, você deve se tornar um país de migrantes”.

Viktor Orban declarou:

A Hungria tem consciência da sua força, peso e responsabilidades na UE e não procura assumir um papel político a nível europeu. Somos um povo orgulhoso, que se conhece e avalia a situação realisticamente. Onde temos ambições definidas é a Europa Central e o Grupo de Visegrad.

Ele acrescentou que a Hungria quer ser um dos países “fortes e cooperantes da região que ajudam e encorajam uns aos outros”.

O primeiro-ministro húngaro disse que construir uma Europa forte requer estados-nações fortes.

No que diz respeito à União Europeia, ele disse que a comunidade “ainda é rica, mas enfraquecida” e insistiu que o futuro da Europa estava condicionado à sua capacidade de proteger suas fronteiras externas.

 

Traduzido e adaptado de Voice of Europe

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter