Hungria vai punir ONGs que auxiliarem imigrantes ilegais

O governo conservador do premiê Viktor Orbán apresentou nesta terça-feira (29) ao Parlamento da Hungria uma proposta de lei para punir ONGs que auxiliam imigrantes sem documentos.

Após uma vitória retumbante nas eleições de meses atrás, não será necessário um debate muito acalorado no Parlamento para que a proposta seja aprovada.

As organizações não-governamentais (ONGs) que estimulam a imigração ilegal na Hungria – em particular as financiadas por George Soros – estão na mira do projeto de lei proposto pelo partido do premiê Viktor Orban.

O executivo pretende criminalizar certas condutas, que vão desde o como tráfico de imigrantes ilegais para o interior do território húngaro até ao financiamento e aconselhamento jurídico prestado a imigrantes sem documentos legais.

A nova legislação faz parte do famoso pacote “Stop Soros” que Orbán prometeu avançar durante a campanha eleitoral e que apresenta o bilionário de origem húngara como o grande inimigo da população do país.

Com informações de Publico
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia