Português   English   Español

Ibope divulga números para as disputas em SP, MG, RJ, DF, RS e RN

Números divulgados pelo Ibope nesta quarta-feira (17) para as disputas de governo em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte.

O Ibope divulgou na noite de ontem (17) um levantamento sobre a disputa de segundo turno em seis estados do Brasil.

SÃO PAULO (votos válidos)

João Doria — 52%
Márcio França — 48%

Na relação de votos totais, o Ibope apontou João Dória com 46% e Márcio França, com 42%. Brancos e nulos somaram 10%, enquanto 2% dizem não saber em que vão votar no segundo turno.

No quesito ‘rejeição’, 32% dizem que não votariam em Doria de jeito nenhum, enquanto esse índice é de 20% em relação a França.

RIO DE JANEIRO (votos válidos)

Wilson Witzel (PSC) — 60%
Eduardo Paes (DEM) — 40%

O critério dos votos válidos exclui brancos, nulos e indecisos. No total de votos, Witzel tem 51% e Paes 34% — os votos brancos e nulos são 9% e os que não sabem ou não responderam, 5%.

A rejeição de Paes é de 48%, enquanto Witzel é rejeitado por 18%.

MINAS GERAIS (votos válidos)

Romeu Zema (Novo) — 66%
Antônio Anastasia (PSDB) — 34%

A rejeição de Zema é de 13%, e a de Anastasia, 41%.

RIO GRANDE DO SUL (votos válidos)

Eduardo Leite (PSDB) — 59%
José Ivo Sartori (MDB) — 41%

A rejeição de Eduardo Leite é de 25%, e a de Sartori, 36%.

DISTRITO FEDERAL (votos válidos)

Ibaneis Rocha (MDB) — 75%
Rodrigo Rollemberg (PSB) — 25%

Entre os entrevistados, 14% afirmaram que não votariam em Ibaneis de jeito nenhum. Já Rollemberg tem índice de rejeição de 59%.

RIO GRANDE DO NORTE (votos válidos)

Fátima Bezerra (PT) — 54%
Carlos Eduardo (PDT) — 46%

No primeiro turno, a senadora do PT alcançou 46,17% dos votos válidos e o candidato do PDT, 32,45%.

Dados

A pesquisa ouviu 1.512 votantes e a margem de erro estimada é de três pontos porcentuais para mais ou para menos.

O nível de confiança utilizado é de 95% – esta é a chance de os resultados retratarem o atual momento eleitoral.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo sob o protocolo Nº SP-07777/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo Nº BR-BR-07265/2018.

A pesquisa foi contratada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de São Paulo.

 

Adaptado da fonte PP

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...