Português   English   Español

Ibovespa acima dos 102 mil pontos após boas notícias pós G-20

Ibovespa acima dos 102 mil pontos após boas notícias pós G-20
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Mercado comemora a melhora nas relações entre EUA e China e aprovação do acordo histórico entre Mercosul e União Europeia, enquanto torce pela votação da reforma da Previdência nesta semana.


O Ibovespa sobe forte nesta segunda-feira (1º) impulsionado pelas boas notícias resultantes da cúpula do G-20, realizada na cidade japonesa de Osaka.

No fim de semana, o presidente norte-americano, Donald Trump, e o presidente chinês, Xi Jinping, anunciaram uma trégua na guerra comercial.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, também celebrou o histórico acordo entre Mercosul e União Europeia, além de uma positiva participação na cúpula do G-20, no Japão.

Além disso, segundo o site InfoMoney, primeiro Rússia e Arábia Saudita, depois Iraque e Omã prorrogaram por mais seis a nove meses o corte de produção de petróleo acordado no semestre passado.

Às 11h28 (horário de Brasília) o principal índice da bolsa subia 1,09% a 102.063 pontos. Enquanto isso, o dólar comercial cai 0,72% a R$ 3,8123 na compra e a R$ 3,8133 na venda.

“As ações ligadas a commodities têm ganhos consideráveis, com destaque para elevação acima de 3,00% de Vale ON, enquanto Petrobras sobe em torno de 2,00%. Já os papéis do setor bancário têm valorização menor, na faixa de 1,00%”, informa o jornal Estadão.

Conforme operadores, os investidores estão em compasso de espera por avanços na reforma previdenciária para saber se o governo Bolsonaro conseguirá ou não aprová-la antes do recesso parlamentar.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...