Português   English   Español

Igreja Católica denuncia perseguição do regime de Ortega na Nicarágua

nicaragua

O cardeal Leopoldo Brenes afirmou neste domingo (22) que a Igreja Católica é perseguida pelo regime de Daniel Ortega na Nicarágua.

Leopoldo Brenes fez questão de denunciar a perseguição sofrida pela Igreja Católica na Nicarágua, onde seus templos servem de refúgio a manifestantes que escapam dos ataques armados do regime de Daniel Ortega.

Ao ser questionado por jornalistas, o cardeal respondeu:

Acredito na igreja que é uma santa, católica, apostólica e perseguida. Porque vemos isso no Iraque, está sendo perseguida, na Índia acredito que também está. É parte da igreja, sempre foi perseguida. Nós não vamos ficar alheios.

Mais de 500 eucaristias na América Latina e uma quantidade não especificada na Europa foram dedicadas à Nicarágua, para que supere rapidamente a crise, a pedido do Conselho Episcopal Latino-Americano, segundo disse o cardeal nicaraguense.

A Igreja Católica, seguida por 58,5% da população nicaraguense, sofreu profanações em pelo menos sete templos desde que, em junho, o Episcopado pediu a Ortega para antecipar para março de 2019 as eleições de 2021, para acabar com a crise.

Adaptado da fonte BOL

Deixe seu comentário

Veja também...