Igreja Universal recebeu doações milionárias de ‘faraó’ das criptomoedas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

"Faraó" foi preso acusado num esquema de pirâmide financeira com criptomoedas.

As transferências de Glaidson Acácio dos Santos, dono da GAS Consultoria Bitcoin, à Igreja Universal do Reino de Deus foram de aproximadamente R$ 29 milhões entre 2018 e 2020.

As informações estão presentes em levantamento da Receita Federal obtido pelo jornal O Globo.

Glaidson foi preso na semana passada acusado num esquema de pirâmide financeira com criptomoedas.

A igreja, no entanto, confirma ter recebido doações ainda mais altas, de R$ 72,3 milhões, entre 4 de maio de 2020 a 12 de julho de 2021.

Ainda segundo O Globo, a Igreja entrou com uma ação judicial para antecipar provas, temendo ser “envolvida em crimes que não praticou, pelo simples fato de ter recebido, de boa-fé“, doações do empresário, conhecido como o “faraó das criptomoedas“.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.