Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

‘Ilicitudes passam pelo crivo de Barbalho’, diz PGR

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
PGR pede abertura de inquérito no STJ contra governador do Pará

A operação deflagrada pela PF cumpre mandados de busca e apreensão na casa de Barbalho e em endereços de outros 14 investigados.

Em documento enviado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), a procuradora Lindôra Maria Araújo afirma que o governador do Pará, Helder Barbalho, está diretamente envolvido no esquema de corrupção na compra de respiradores durante a pandemia de coronavírus.

“As ilicitudes em questão passam claramente pelo crivo do governador Helder Barbalho”, diz Lindôra, que é responsável pela investigação.

A ordem de busca e apreensão assinada pelo ministro Francisco Falcão, do STJ, no inquérito¹ que investiga Barbalho por corrupção, também determina o bloqueio de bens do governador e outros sete investigados.

De acordo com indícios² levantados pela Procuradoria-Geral da República, Barbalho tem relação próxima com o empresário responsável pela concretização do negócio. 

As suspeitas mostram, ainda, que o governador sabia da divergência dos produtos comprados e da carga de ventiladores pulmonares inadequados para o tratamento da Covid-19 que foi entregue ao estado.

Referências: [1][2]

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email