Imigrante que participou de estupro coletivo de mulher sueca disse a polícia que foi “divertido”

De acordo com a advogada Elisabeth Massi Fritz, o ataque foi um dos piores crimes de estupro que ela lidou em 26 anos de carreira.

O ataque ocorreu em Estocolmo na capital da Suécia. 20 homens participaram do estupro, mas a polícia só conseguiu identificar e acusar cinco dos bandidos, todos imigrantes da Somália e do Iraque.

De acordo com a vítima de 30 anos, os imigrantes discutiam sobre quem iria estuprá-la, davam risadas e filmavam o ato com seus celulares.

Durante uma entrevista policial, um dos estupradores disse que tudo não passou de uma “brincadeira divertida”.

Infelizmente, este não é um caso isolado. Em razão da imigração indiscriminada, a Suécia está sofrendo com o aumento catastrófico no número de crimes sexuais.

 

Com informações de: (1)
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia