Português   English   Español
Português   English   Español

Imigrantes ilegais podem ficar presos por tempo ilimitado nos EUA

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Imigrantes ilegais podem ficar presos por tempo ilimitado nos EUA

A nova regulamentação nos EUA substitui um acordo judicial que estava em vigor desde 1997.

O governo Donald Trump anunciou, nesta quarta-feira (21), um novo mecanismo regulatório para conter a imigração ilegal nas fronteira com o México.

A medida permite a prisão em centros de detenção — por tempo indefinido — de famílias que cruzam ilegalmente a fronteira dos Estados Unidos.

O mecanismo foi anunciado pelo secretário de Segurança Interna, Kevin McAleenan, mas ainda precisa ser aprovado por um juiz federal antes de entrar em vigor e deve ser provavelmente questionado pela Justiça.

Além de abolir o limite de 20 dias, a nova regulamentação ainda estabelece as normas sobre as condições em que os centros de detenção devem ser mantidos.

Segundo as novas regras, as autoridades americanas poderiam enviar as famílias pegas cruzando a fronteira ilegalmente para centros residenciais, onde seriam mantidas pelo tempo que fosse necessário até que seus processos imigratórios sejam resolvidos, informa a revista Veja.

O anúncio desta quarta do governo Trump é mais uma das medidas tomadas pelo presidente americano para barrar a entrada de imigrantes ilegais pela fronteira sul.

Compartilhe_

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias_

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email: