Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Imprensa estrangeira não deu importância para os protestos da esquerda

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Imprensa estrangeira não deu importância para os protestos da esquerda

De forma geral, os atos de quinta-feira (30) foram bem menores do que os do último dia 15, quando os protestos chamaram muito a atenção global.

A atenção da imprensa internacional sobre os protestos da esquerda contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira (30), foi bastante reduzida.

Alguns dias após as manifestações pró-reformas chamarem a atenção do resto do mundo, gerando análises sobre seus impactos políticos, os atos de ontem tiveram uma cobertura bem mais limitada na mídia estrangeira.

Entre as mais importantes publicações internacionais, o jornal esquerdista britânico The Guardian foi um dos veículos que deu mais atenção aos protestos. A rede islâmica Al Jazeera publicou um relato sobre as manifestações logo no início da tarde de quinta.

Apesar de algumas coberturas mais profundas em publicações alinhadas à esquerda, a maioria das outras publicações importantes no resto do mundo usaram apenas textos curtos de agências de notícias sobre os atos.

O fato de ter sido um protesto bem menor do que o registrado nacionalmente no dia 15 de maio é um dos principais fatores que podem ser utilizados par explicar a redução da atenção externa.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email