Português   English   Español

Fake news de Haddad é ‘acusação equivocada’, diz imprensa

Imprensa rotula fake news de Haddad como 'acusação equivocada'

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, participou de sabatina no jornal O Globo nesta terça-feira (23).

“Em sabatina, Haddad repete acusação equivocada de Geraldo Azevedo, que acusou Mourão de torturá-lo”, diz o título da matéria publicada pelo jornal O Globo sobre a declaração do candidato do PT em sabatina nesta terça-feira (23).

Em uma campanha eleitoral onde as fake news são fator de destaque, a acusação do presidenciável Fernando Haddad (PT) contra o general da reserva Hamilton Mourão não tem nada de “equivocada”, é um claro exemplo de uma notícia falsa repercutindo nacionalmente.

Durante a sabatina realizada nesta manhã, Haddad reverberou uma informação falsa divulgada pelo cantor Geraldo Azevedo. O músico afirmou que havia sido torturado pelo vice da chapa presidencial de Jair Bolsonaro (PSL), em 1969.

Acontece que, no ano em questão, Mourão tinha apenas 16 anos e só viria a ingressar nas Forças Armadas quatro anos depois, em 1972, conforme explicou a Renova Mídia.

Durante a sabatina, segundo informações de O Globo, Haddad disse que o adversário Bolsonaro era “figura desimportante no meio militar”, mas representava “o que sobrou dos porões (da ditadura)”.

O petista citou Geraldo Azevedo e chamou Mourão de torturador. Mais adiante na entrevista, voltou ao tema e destacou que teme uma gestão presidencial “com um vice torturador”.

Haddad frisou:

(Bolsonaro) É figura desimportante no meio militar. Mas o Mourão, por exemplo, ele próprio foi torturador. Geraldo Azevedo declarou até em um show que foi pessoalmente torturado pelo Mourão.

O candidato do PT é o principal responsável pela propagação de mais uma fake news contra a campanha presidencial de Jair Bolsonaro. Enquanto isso, a equipe jurídica do seu partido entrou no TSE acusando o adversário de estar por trás de uma campanha de desinformação no WhatsApp.

Ao contrário do que alega o jornal O Globo, a declaração de Haddad contra Mourão não é uma “acusação equivocada”, mas um claro exemplo de “fake news”.

Deixe seu comentário

Veja também...