Incêndio no Museu Nacional era uma tragédia anunciada

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Bicentenário Museu Nacional, o mais antigo do país, foi consumido pelo fogo na noite deste domingo (02). A instituição tinha claros problemas de manutenção e lutava para se manter aberto.

Criado por Dom João 6º em 1818, como Museu Real —e em outro local—, o maior museu de história natural e antropológica da América Latina está subordinado desde 1946 à UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

Com os seguidos cortes no orçamento da instituição, o Museu Nacional não recebe integralmente, desde 2014, a verba de R$ 520 mil anuais que bancam sua manutenção.

Menos de 1% do acervo —que tinha cerca de 20 milhões de objetos— estava exposto.

A decadência física do prédio que abriga o Museu Nacional desde 1892 era visível para os visitantes. A maior parte de suas paredes estavam descascadas, muitos fios elétricos expostos e um aspecto de má conservação generalizado.

 

Adaptado da fonte Folha

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque