PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Incêndios florestais na Guatemala devastam quase 3 mil hectares

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Quase 25% do território da Guatemala foi devastado pelos incêndios recentes.

Os incêndios florestais devastaram 2.748 hectares de florestas na Guatemala desde dezembro passado.

Até a última quinzena, 17 surtos ainda estavam ativos devido às altas temperaturas e à falta de chuva, informou a Proteção Civil local.

É um dado espantoso, haja vista que a Guatemala tem 10.889 hectares. Ou seja, quase 25% do País foi devastado pelas chamas.

Neste período, o país da América Central registrou 751 incêndios florestais, disse David de León, porta-voz do Coordenador de Redução de Desastres (Conred), responsável pela Proteção Civil.

Ele especificou que 17 desses focos permanecem ativos, seis deles no departamento norte de Petén, na fronteira com o México e Belize.

Embora os incêndios tenham sido registrados nos 22 departamentos do país, o departamento da Guatemala, onde a capital está localizada, é o mais afetado, com 233 incidentes.

A temporada de incêndios ocorre regularmente de dezembro a junho.

Na temporada 2018-2019, a Guatemala registrou 1.412 incêndios que queimaram 47.375 hectares de floresta, segundo o Conred.

Muitos incêndios estão ligados à queima para preparar o solo para a exploração de culturas e gado.

Em Petén, alguns incêndios são causados ​​por grupos de narcotráfico e de tráfico de pessoas que constroem essas pistas de pouso clandestinas, segundo afirmaram as autoridades e ativistas de Ong’s.

A Guatemala tem sido usada como rota por diversos carteis mexicanos, onde a cocaína proveniente da América do Sul chega por via aérea e posteriormente é descarregada para ser levada ao México por via terrestre.

N.A.: O cônsul em São Paulo — que retransmitiu minhas perguntas ao embaixador em Brasília — foi indagado sobre a frequências destes incêndios, e quais as prováveis causas.

Perguntei ainda quais são as principais preocupações do governo — com exceção do surto do coronavírus chinês — e não obtive resposta aos meus e-mails. 

Fontes : Aeromagazine ; La Patilla
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.