- PUBLICIDADE -

Índia quer censurar o termo ‘variante indiana’ nas redes sociais

Índia quer censurar o termo 'variante indiana' nas redes sociais
- PUBLICIDADE -

Até o momento, a variante indiana já foi detectada em pelo menos 44 nações.

O governo da Índia pediu para as plataformas de redes sociais censurarem conteúdos que façam referência à “variante indiana” do novo coronavírus

Uma solicitação foi feita, na última sexta-feira (21), pelo Ministério de Tecnologia da Informação do país asiático.

Nova Déli alega que a Organização Mundial da Saúde (OMS) não usa o termo para se referir à cepa B.1.617.1, que foi detectada pela primeira vez em território indiano.

No documento, segundo o jornal Gazeta do Povo, as autoridades da Índia pedem que as maiores plataformas de mídia social “removam todo conteúdo” que faça referência à “variante indiana“. 

Chegou ao nosso conhecimento que uma afirmação falsa está circulando online, sugerindo que uma ‘variante indiana’ do coronavírus está se espalhando pelos países. Isso é completamente falso“, diz a carta.

Na última semana, a OMS designou a variante B.1.617.1 como uma “preocupação global“. 

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -