Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Indicada de Joe Biden deleta tuítes sobre a conspiração russa

Indicada de Joe Biden deleta tuítes sobre a conspiração russa
COMPARTILHE

Em busca de apoio dos republicanos, Tanden excluiu vários tuítes controversos.

Neera Tanden, escolha do democrata Joe Biden para o cargo de Diretora de Orçamento, apagou mais de mil mensagens na rede social Twitter

Tanden excluiu vários tuítes com teorias da conspiração de que hackers da Rússia alteraram os resultados da eleição de 2016 a favor do atual presidente Donald Trump

Anos atrás, ela não era a única proeminente esquerdista dos EUA compartilhando fake news sobre o inexistente conluio entre Trump e os russos. 

Outras postagens excluídas por Tanden eram críticas aos senadores do Partido Republicano, cujos votos ela provavelmente precisará para ser confirmada no cargo. 

Tanden, que é o CEO do “Center for American Progress”, um think tank alinhado à esquerda, precisa de uma votação majoritária no Senado para se tornar a chefe do Gabinete de Administração e Orçamento de um provável gorno Biden.  

Dessa forma, ela provavelmente precisará do apoio dos republicanos, o que explica a repentina exclusão de tuítes controversos. 

Tanden também excluiu tuítes de 20 de novembro que expressavam sua oposição às medidas restritivas contra o coronavírus em escolas e restaurantes. 

A esquerdista citou a França como um exemplo de país que foi capaz de retardar a disseminação da infecção enquanto mantinha os negócios abertos. 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
1 Comentário
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Maria
Maria
1 mês atrás

“Acuse-os do que você faz”… Dizem que os votos americanos estavam sendo fraudados na Alemanha. Vamos ver se essa informaçõa se confirma.

PUBLICIDADE