Indígena ferido em confronto na Venezuela morre em Roraima

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Fronteira segue fechada por ordens de Maduro pelo sétimo dia. Há expectativa de reabertura da divisa nos próximos dias.

O indígena Kliver Alfredo Perez Rivero, de 24 anos, ferido durante o confronto com militares na Venezuela na semana passada, morreu na noite de quarta- feira (27) .

O venezuelano, que estava internado na UTI do Hospital Geral de Roraima (HGR), foi o primeiro ferido na repressão da ditadura de Nicolás Maduro a morrer após receber atendimento no estado.

A causa da morte foi falência múltipla de órgãos. O indígena havia sido ferido com arma de fogo no tórax, com lesões no fígado e intestino, informa o G1.

Com a morte de Rivera, o hospital de Roraima passa a atender 21 vítimas de conflitos internos na Venezuela. Uma delas permanece em estado grave.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.