- PUBLICIDADE -

‘Indignação e revolta’, diz Damares sobre morte no Carrefour

Damares Alves anuncia canal de denúncias nas escolas
- PUBLICIDADE -

“Chega de violência, chega de tanta barbárie”, disse a ministra.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, comentou, nesta sexta-feira (20), sobre o assassinato de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, que foi morto por seguranças do supermercado Carrefour, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul

Damares classificou as cenas, que estão circulando nas redes sociais, como “chocantes” e que “causam indignação e revolta”. 

O crime ocorreu na noite desta quinta-feira (19). 

Em mensagem no Twitter, Damares disse que o ministério está formulando novas políticas para tratar dos direitos humanos de vítimas de crime: 

“Chega de violência, chega de tanta barbárie. Temos muito trabalho pela frente para mudar essa realidade no país. Me solidarizo com a família e coloco o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos à disposição para prestar toda assistência necessária. Sintam-se abraçados por nós.” 

A ministra também usou o seu perfil na rede social para parabenizar a Polícia Civil do Rio Grande do Sul pela “rápida resposta e prisão dos responsáveis”. 

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -