- PUBLICIDADE -

Infraero busca retomada de voos no interior do Amazonas

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciou, na última quarta-feira (24), investimento para a retomada, a partir do ano que vem, do transporte aéreo regular em três aeroportos do Amazonas. A Infraero será responsável pela realização de estudos, projetos, licenças e contratação de obras de adequação dos aeródromos de Maués, Itacoatiara e Fonte Boa para receber aeronaves do tipo 2B, como o Cessna Grand Caravan. O contrato do Ministério da Infraestrutura com a Infraero foi assinado durante reunião de Freitas, em Brasília, com executivos de companhias aéreas, governadores e parlamentares da região Norte. Pelo contrato, a Infraero adotará todas as providências necessárias de adequação das estruturas às normas da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) para receber voos em condições visuais, inicialmente no período diurno. O ministro considerou a iniciativa um marco importante, que coloca a Infraero em linha com a nova vocação da empresa de ser prestadora de serviços. “O objetivo é que cada vez mais cidades da região Norte possam ser atendidas pelo transporte aéreo”, destacou Freitas.

Governo investe na expansão do transporte aéreo regular na região Norte.

- PUBLICIDADE -

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciou, na última quarta-feira (24), investimento para a retomada, a partir do ano que vem, do transporte aéreo regular em três aeroportos do Amazonas

A Infraero será responsável pela realização de estudos, projetos, licenças e contratação de obras de adequação dos aeródromos de Maués, Itacoatiara e Fonte Boa para receber aeronaves do tipo 2B, como o Cessna Grand Caravan

O contrato do Ministério da Infraestrutura com a Infraero foi assinado durante reunião de Freitas, em Brasília, com executivos de companhias aéreas, governadores e parlamentares da região Norte.

Pelo contrato, a Infraero adotará todas as providências necessárias de adequação das estruturas às normas da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) para receber voos em condições visuais, inicialmente no período diurno. 

O ministro considerou a iniciativa um marco importante, que coloca a Infraero em linha com a nova vocação da empresa de ser prestadora de serviços. 

“O objetivo é que cada vez mais cidades da região Norte possam ser atendidas pelo transporte aéreo”, destacou Freitas.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -