Inglaterra quer limitar tempo de uso de redes sociais para jovens

O governo britânico anunciou que planeja estabelecer um limite de tempo no uso das mídias sociais entre crianças e adolescentes na tentativa de diminuir o vício dos jovens nas redes sociais.

O projeto foi anunciado no último sábado (10) e, segundo o secretário da Cultura, Matt Hancock, a ideia é impor um limite de algumas horas para a navegação online.

“Existe uma preocupação genuína com o tempo gasto pelos jovens na frente da tela e o impacto negativo que poderia ter em suas vidas”, disse.

A ideia chega após um relatório elaborado pela comissária das crianças do Reino Unido, Anne Longfield, mostrar que adolescentes de 12 a 15 anos passam mais de 20 horas por semana conectados nas redes sociais.

Além disso, o relatório aponta que mais de um terço dos usuários na Grã-Bretanha tem menos de 18 anos, e que 75% das crianças de 10 a 12 anos já possuem uma conta em alguma mídia social.

Mesmo que os detalhes deste mecanismo de controle não tenham sido divulgados, é provável que contenha uma lei para que as empresas de redes sociais assegurem que as pessoas que criarem novos perfis tenham mais de 13 anos. A mesma medida vale para sites pornográficos, que deverá garantir que os usuários sejam maiores de 18 anos.

Com informações de: [IstoÉ]

RENOVA Mídia precisa do seu apoio para continuar em funcionamento. Conheça nossa história e faça sua doação (boletou ou cartão) através da plataforma ApoiaSe. Clique AQUI e faça sua parte.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

1 Comentário

  1. Odorico Paraguaçu disse:

    Desculpa para censurar a internet e mídias sociais, a liberdade na internet não dura mais muito tempo, principalmente para a direita infelizmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *