PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Inquérito contra Lula por chamar Bolsonaro de miliciano é arquivado

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

“É razoável retirar a liberdade de um indivíduo quando este, por sua conduta, atinge a honra de alguém?”, questionou juiz.

A Justiça acolheu¹ pedido do Ministério Público Federal (MPF) que propôs o arquivamento do inquérito contra o ex-presidente Lula da Silva com base na Lei de Segurança Nacional.

Lula foi acusado pelo ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, por crime contra a honra do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Em um discurso, o líder do Partido dos Trabalhadores (PT) disse² que não era possível que o Brasil tivesse “o desprazer de ter no governo um miliciano”, responsável pela violência “do povo pobre” e “pela morte da [ex-vereadora] Marielle”.

Na decisão³ que acatou pedido do MPF, o juiz federal da 15º Vara Criminal do DF, Francisco Codevila, escreveu que Bolsonaro não foi lesado ou exposto a qualquer tipo de lesão com a manifestação de Lula, “a despeito de serem profundamente desrespeitosas”.

“É razoável retirar a liberdade de um indivíduo quando este, por sua conduta, atinge a honra de alguém? É evidente que não”, ponderou o magistrado na decisão.

Referências: [1][2][3]
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.