Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Inquérito da PF investiga porteiro de condomínio de Bolsonaro

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Inquérito da PF investiga porteiro de condomínio de Bolsonaro

MPF pede que seja apurado se houve obstrução de Justiça, falso testemunho e denunciação caluniosa do porteiro contra o presidente. 

Atendendo um pedido do Ministério Público Federal (MPF), a Polícia Federal (PF) instaurou, nesta quarta-feira (6), um inquérito para investigar o depoimento do porteiro do condomínio Vivendas da Barra, no Rio de Janeiro, onde o presidente da República, Jair Bolsonaro, tem casa.

Em depoimento à Polícia Civil, o porteiro afirmou que o ex-PM Élcio de Queiroz, um dos acusados da morte de Marielle Franco, disse que que iria para casa do então deputado Bolsonaro ao entrar no condomínio, horas antes da morte da vereadora e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018.

O MPF pediu para ser apurado se houve obstrução de Justiça, falso testemunho, denunciação caluniosa do porteiro contra o chefe do Executivo. 

Também há um pedido para que seja investigado se o porteiro infringiu o artigo 26 da Lei de Segurança Nacional, que prevê de 1 a 4 anos de prisão para quem calunia ou difama autoridades, como o presidente, imputando a elas fatos criminosos ou ofensivos à reputação, informa o portal G1.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email