Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Inquérito das fake news combate ‘máquina de desinformação’, diz Toffoli

Ex-PGR diz que inquérito de Toffoli é 'exercício arbitrário de poder'
COMPARTILHE

“Trata-se de uma máquina de desinformação […] para desacreditar as instituições democráticas”, diz Toffoli sobre alvo do inquérito das fake news.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, afirmou, nesta terça-feira (28), que não se pode aceitar que fake news sejam naturais.

Durante videoconferência, o magistrado enfatizou que é preciso investigar as práticas criminosas:

“É aquela velha frase dita na política de Brasília: jabuti não sobe em árvore. Ou foi enchente ou foi mão de gente. Se a coisa acontece é porque alguém tem interesse que ela aconteça. Então, se existe notícia fraudulenta, falsa, desinformação é porque isso interessa a alguém e temos que estar atentos.”

Toffoli destacou que o inquérito das fake news, cujo relator é o ministro Alexandre de Moraes, vai muito além de manifestações ou críticas contundentes contra a Corte:

“Trata-se de uma máquina de desinformação, utilizando-se de robôs, de financiamento e de perfis falsos para desacreditar as instituições democráticas republicanas e seus agentes. É importante lembrar que correlata da liberdade de expressão, a liberdade de informação também está plenamente protegida em nossa ordem constitucional.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários