- PUBLICIDADE -

Inteligência da Alemanha espiona críticos do lockdown

Inteligência da Alemanha espiona críticos do lockdown
- PUBLICIDADE -

Inteligência doméstica da Alemanha está espionando suspeitos e coletando informações.

A agência de inteligência doméstica da Alemanha está espionando membros do movimento contra o lockdown por preocupações de que possam estar tentando deslegitimar o Estado.

As autoridades alemãs estão se concentrando particularmente em alguns membros do movimento “Querdenker”, diz a emissora BBC.

O direito à manifestação estava “sendo explorado para provocar uma escalada” de eventos contra o Estado, afirma o escritório federal para a proteção da constituição (BfV).

O movimento Querdenker tem o apoio de uma variedade de grupos. Maioria dos manifestantes não são vistos como extremistas. | Foto: GettyImages

Como os manifestantes anti-lockdown não se encaixam em nenhuma definição de extremismo — extrema direita, extrema esquerda ou militante islâmico — os funcionários da inteligência da Alemanha criaram uma categoria especial:

“Ações que deslegitimam o estado, ameaçando assim a constituição.”

De acordo com a nova designação, a inteligência doméstica da Alemanha pode espionar suspeitos e coletar informações e dados sobre eles, acrescenta a BBC.

No início deste mês, o ministro do Interior, Horst Seehofer, afirmou que o movimento Querdenker estava mais preparado para usar a violência. 

Alguns governos regionais, como é o caso de Baden-Württemberg e da Baviera, no sul do país, já colocaram o grupo em observação.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -