PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

‘Intimidação’, diz Terça Livre sobre mandado contra Allan do Santos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Operação faz parte do inquérito do STF que investiga supostos ataques contra ministros do STF.

Vinte e nove mandados de busca e apreensão foram expedidos pelo ministro Alexandre de Moraes, relator do controverso inquérito das fake news do Supremo Tribunal Federal (STF).

A Polícia Federal (PF) esteve, na manhã desta quarta-feira (27), na sede do portal Terça Livre, em Brasília.

De acordo com um comunicado¹ do Terça Livre, os agentes da PF apreenderam celulares e computadores do veículo e do empresário Allan dos Santos.

“O jornalista Allan dos Santos está incomunicável e portanto não haverá Boletim da Manhã hoje”, acrescenta o portal.

O foco da operação ordenada por Moraes são nomes aliados do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Entre os alvos² de buscas e apreensão estão:

  • presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson;
  • empresário Luciano Hang;
  • deputado estadual Douglas Garcia (PSL);
  • fundador do Terça Livre, Allan dos Santos;
Referências: [1][2]
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.