Português   English   Español
Português   English   Español

Investimento estrangeiro na América Latina volta a crescer

Investimento estrangeiro na América Latina volta a crescer
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Os países que mais se destacaram neste aspecto foram Brasil, Chile e México.

O investimento estrangeiro direto (IED) na América Latina quebrou em 2018 uma tendência mundial ao registrar um aumento de 13,2%, chegando a US$ 184,28 bilhões.

As informação foram publicadas, nesta quarta-feira (14), pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal). O resultado quebra uma sequência de cinco anos consecutivos de redução.

Em um cenário global abalado pelas políticas de austeridade e as restrições ao comércio nas principais potências econômicas, a América Latina conseguiu se descolar em 2018 dos números de investimento estrangeiro negativo dos últimos cinco anos graças aos fluxos de IED que chegaram a Brasil e México.

Os componentes que reforçaram o investimento estrangeiro em 2018 foram o reinvestimento de utilidades, que aumentou 16% e respondeu por cerca de US$ 61 bilhões de todo o IED, e os empréstimos entre companhias, que subiram 138% e responderam por aproximadamente US$ 52 bilhões, informa a agência EFE.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...