- PUBLICIDADE -

Irã acusa Macron de ‘alimentar extremismo’ contra o Islã

Irã acusa Macron de ‘alimentar extremismo’ contra o Islã

Regime islâmico acusou Macron de “insultar 1,9 bilhão de muçulmanos”.

- PUBLICIDADE -

Mohammad Javad Zarif, chanceler do Irã, atacou Emmanuel Macron, presidente da França, por seu discurso em defesa da liberdade de expressão após a decapitação de professor de história por um extremista islâmico nas ruas de Paris.

Ao comentar as declarações de Macron, Zarif declarou:

“Os muçulmanos são as primeiras vítimas do culto do ódio, reforçado pelos regimes coloniais e exportado por seus clientes.”

E acrescentou:

“Insultar 1,9 bilhão de muçulmanos e as suas figuras sacras pelos horrendos crimes de extremistas desse tipo significa abusar da liberdade de palavra. Isso só aumenta o extremismo.”

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -