Irã é um mal que precisa ser detido, diz Netanyahu

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Irã declara todos os dias que quer apagar Israel da face da Terra”, alertou Netanyahu.

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel, elevou a pressão contra o Irã, nesta quinta-feira (23), durante o 75º aniversário da libertação do campo de extermínio nazista de Auschwitz.

Aproveitando a presença de líderes globais em Jerusalém, Netanyahu apresentou o regime iraniano como a principal ameaça aos judeus.

Em transmissão no YouTube, Netanyahu declarou:

“Um terço dos judeus morreu em chamas (nos campos nazistas) e não pudemos fazer nada a respeito. Depois do Holocausto, o Estado de Israel foi criado, mas as tentativas de destruir o povo judeu não desapareceram. O Irã declara todos os dias que quer apagar Israel da face da Terra.”

E acrescentou:

“A primeira lição de Auschwitz é: você tem de deter o mal desde o início. Agora, o Irã é uma coisa muito ruim que ainda pode crescer com a arma nuclear.”

Netanyahu disse ainda que está “preocupado” porque os líderes mundiais não criaram “uma posição unificada contra o regime mais antissemita do planeta”, em referência ao Irã.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.