Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Irã nega ter disparado contra cidadãos em protestos na capital

Irã nega ter disparado contra cidadãos em protestos na capital
Imagem: Divulgação/AP
COMPARTILHE

Revolta pública iraniana enquanto regime negava insistentemente ter culpa pela queda do avião.

A polícia do Irã negou ter disparado contra manifestantes que protestam contra líderes do país persa desde o último sábado (11).

A onda de insatisfação aumento após Teerã admitir que abateu, sem intenção, uma aeronave Boeing 747 da Ucrânia, deixando 176 mortos.

Segundo a agência Reuters, em comunicado publicado nesta segunda-feira (13), Hossein Rahimi, chefe de polícia de Teerã, declarou:

“Nos protestos, a polícia não atirou de forma nenhuma, porque os policiais da capital foram ordenados a mostrar comedimento.”

Em mensagem no Twitter no domingo (12), o segundo dia da nova onda de manifestações no Irã, Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, alertou: “Não matem seus manifestantes”.

Vídeos enviados à ONG Centro para os Direitos Humanos no Irã, com sede em Nova York, mostram uma multidão correndo, depois de uma granada de gás lacrimogêneo atingir os manifestantes.

Outro vídeo mostra uma mulher sendo carregada, deixando marcas de sangue pelo chão. Pessoas ao seu redor gritavam que ela foi baleada na perna, como noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários