Irã vai açoitar quem ‘espalhar boatos’ sobre coronavírus

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Irã registrou 145 casos de infecções por coronavírus em todo o país, sendo o epicentro a cidade de Qom.

Um porta-voz do parlamento do Irã enviou uma alerta, nesta quarta-feira (26), para as pessoas que estejam “espalhando boatos” sobre a epidemia de coronavírus.

De acordo com informações da agência de notícias estatal iraniana IRNA, os iranianos poderão pegar de 1 a 3 anos de prisão e ainda sofrer açoitamento.

Hassan Norouzi, porta-voz do comitê jurídico e judicial do parlamento, declarou:

“A divulgação de notícias falsas sobre o surto de coronavírus vai fazer as pessoas entrarem em pânico. Também vai pavimentar o caminho para o fechamento do país.”

A autoridade iraniana disse que a sentença de prisão e flagelação são baseadas no “Código Penal Islâmico”.

Ainda de acordo com Norouzi, 24 pessoas já foram presas por suspeita de “espalhar boatos” sobre a doença, segundo o jornal Gazeta do Povo.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.