Iraque exige saída dos filhos de extremistas estrangeiros

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O Iraque exigiu, nesta terça-feira (3), que centenas de filhos de extremistas estrangeiros detidos em território iraquiano voltem para seus países de origem.

Segundo o Comando de Operações Militares (JOC), 833 menores de 14 nacionalidades estão, hoje, em prisões do Iraque.

O porta-voz do governo iraquiano, Ahmad Mahjub, disse à imprensa:

Nós exigimos de todas as missões diplomáticas acreditadas no Iraque, que se encontrem no país, ou não, que retirem seus nacionais que tenham cumprido suas sentenças e os menores que não estão condenados.

E acrescentou:

O Iraque informou todos os países que têm cidadãos em suas prisões. Já nos reunimos com as embaixadas de Alemanha, Azerbaijão, Rússia e outros países para que os levem.

 

Com informações de BOL

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.