Israel bombardeia 25 posições terroristas na Palestina

O exército de Israel anunciou que atacou 25 novas posições militares do Hamas na Faixa de Gaza nesta quarta-feira (3), em meio a informações contraditórias sobre um cessar-fogo.

Um dirigente do grupo terrorista Hamas confirmou as declarações da Jihad Islâmica sobre um acordo trégua, aparentemente com a mediação do Egito.

O ministro israelense da Inteligência, Yisrael Katz, negou a existência de tal acordo.

De acordo com informações do BOL:

Os bombardeios israelenses paralisaram a Faixa de Gaza, ao menos provisoriamente. O exército não fez nenhuma advertência de projétil lançado a partir de Gaza nas últimas horas, após uma série de disparos de morteiros na véspera.

A Faixa de Gaza, cercada por Israel, Egito e o Mediterrâneo, e as zonas fronteiriças israelenses registraram na terça-feira o confronto mais grave entre as forças do Estado hebreu e os grupos armados palestinos desde a guerra de 2014.

Israel afirmou que atingiu com sua aviação e sua artilharia dezenas de posições do Hamas, que governa o território, e da Jihad Islâmica, segunda força em Gaza.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia