Português   English   Español

Israel pagará civis por informações sobre imigrantes ilegais

epa03261792 An immigrant (C) from southern Sudan is arrested by Israel Immigration and Population Department officers in Tel Aviv, Israel, 12 June 2012. Israel is continuing with detaining and arresting African illegal migrants from South Sudan who they say are not political refugees but people who came to Israel seeking a better way of life, and they should be deported. Israeli media report that dozens of African migrants, most of them from South Sudan, have been arrested before dawn on June 11 in the southern resort town of Eilat, on the Red Sea. EPA/ABIR SULTAN

O governo do primeiro-ministro israelense Benjamim Netanyahu continua seu plano de deportar milhares de imigrantes ilegais africanos que entraram no país antes de rigorosa reforma nas leis de imigração.

Publicamos dias atrás sobre Israel demonstrando disposição em pagar uma bela quantia em dinheiro para os imigrantes ilegais se apresentarem para deportação.

Já com relação aos imigrantes ilegais que tentarem burlar o sistema e permanecer no país, Israel vai pagar aos seus próprios cidadãos para ajudar com informações que resultem na expulsão dos imigrantes.

De acordo com um relatório do jornal israelense Haaretz, o governo oferecerá até 30 mil shekels [aproximadamente 28 mil reais] aos cidadãos que contribuírem com esta empreitada.

O programa é parte de um plano para deportar milhares de imigrantes norte-africanos que entraram ilegalmente no país antes de serem aplicadas leis de imigração mais rigorosas.

Cerca de 38 mil migrantes ilegais devem deixar Israel até março ou enfrentar prisão.

 

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter