Português   English   Español

Israel completa 70 anos de independência nesta segunda-feira

estad-israel-70-anos

David Ben Gurion, presidente do Conselho Nacional Judeu, proclamou o nascimento do Estado de Israel no Museu de Arte de Tel Aviv no dia 14 de maio de 1948.

Em novembro de 1947,  a Organização das Nações Unidas (ONU) votou a divisão da Palestina em dois Estados: um judeu e outro árabe. O plano foi aceito pelos dirigentes sionistas, mas não pelos líderes árabes.

Em 14 de maio de 1948, os membros do Conselho Nacional Judeu foram convocados à galeria principal do Museu de Tel Aviv, um terreno neutro política e religiosamente.

Segundo informações do G1:

No nascer do sol, o Alto Comissário britânico na Palestina, Sir Alan Cunningham, teria passado em revista pela última vez a guarda de honra em Jerusalém.

Às 16 horas, David Ben Gurion, que excepcionalmente usava uma gravata, mostrou um pergaminho com a Declaração de Independência.

“A terra de Israel é o lugar onde nasceu o povo judeu (…) Frente ao exílio, o povo judeu permaneceu fiel à terra de Israel em todos os países onde foi dispersado, não deixando nunca de rezar e de esperar para poder voltar para restabelecer sua liberdade nacional”.

Em seus 70 anos de história, Israel forjou uma economia próspera, estabeleceu-se como uma potência militar, prevaleceu sobre muitos de seus inimigos e se consolidou como um oásis de paz em uma região marcada pela guerra e pelo extremismo.

Para coroar este dia histórico para o povo israelense, a embaixada dos Estados Unidos – principal aliado do Estado Judeu – será transferida oficialmente para a Cidade Sagrada de Jerusalém, marcando o início de uma nova era.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...