Israel condena poetisa árabe por incitação ao terrorismo

Um tribunal de Israel condenou uma poetisa árabe nesta quinta-feira (03) por incitação ao terrorismo.

A muçulmana usou um poema como trilha sonora de imagens de palestinos em confrontos violentos com tropas israelenses.

Dareen Tatour, de 36 anos, publicou no Facebook e no YouTube um vídeo de si mesma lendo o poema “Resista, Meu Povo, Resista”, acompanhado de imagens de jovens palestinos mascarados atirando pedras e coquetéis incendiários contra soldados de Israel.

Ele foi publicado em outubro de 2015, durante uma onda de ataques de rua de palestinos contra israelenses. A poetisa árabe-israelense foi presa alguns dias depois, e procuradores argumentaram que sua postagem foi um convite à violência.

Dareen, que nega as acusações, disse que seu poema foi mal compreendido pelas autoridades de Israel.

O juiz israelense a condenou, emitindo um veredicto de 52 páginas no qual detalhou uma análise literária do texto e do vídeo e da palavra árabe “shaheed” – que significa “mártir”.

 

Com informações de: [Reuters]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia