Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Israel convoca embaixadores da Espanha e Eslovênia após votação da ONU

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Israel reagiu à votação da ONU sobre a situação em Gaza, convocando os embaixadores da Espanha e Eslovênia ao Ministério das Relações Exteriores israelense nesta segunda-feira (21).

O embaixador da Espanha em Israel, Manuel Gomez-Acebo, e a embaixadora da Eslovênia em Israel, Barbara Susnik, foram convocadas ao Ministério das Relações Exteriores em Jerusalém na segunda-feira (21).

Eles foram convocados para esclarecer os votos de seus países no Conselho de Direitos Humanos da ONU em favor de uma investigação internacional sobre o estado dos direitos humanos em Jerusalém Oriental, na Cisjordânia e em Gaza.

De acordo com informações da Sputnik:

O Conselho de Direitos Humanos da ONU decidiu estabelecer um mecanismo independente para investigar as violações das forças de defesa israelenses, que resultaram na morte de mais de 60 manifestantes palestinos e mais de 2.000 feridos durante os protestos pela abertura da embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, criticou a decisão, acusando-a de preconceito contra Israel:

O órgão que se autodenomina o Conselho de Direitos Humanos provou mais uma vez que é uma organização hipócrita e preconceituosa cujo objetivo é prejudicar Israel e apoiar o terrorismo. Mais do que qualquer outra coisa, mostra como isso é irrelevante. Israel rejeita descaradamente essa decisão anti-Israel e continuará a defender seus cidadãos e soldados como parte de nosso direito à autodefesa.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram