Israel aprova lei que dificulta divisão de Jerusalém

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O Parlamento israelense aprovou na madrugada desta terça-feira (02/01) uma proposta de lei que dificulta a cessão de qualquer parte da cidade de Jerusalém a um poder estrangeiro em qualquer futuro acordo de paz.

A votação da lei, que aconteceu na madrugada e foi aprovada por uma maioria de 64 parlamentares a favor e 51 em contra, é a nova versão de uma proposta de lei que discutia originalmente a possibilidade de os bairros árabes de Jerusalém serem divididos em uma autoridade municipal independente.

O novo texto dificulta que uma divisão da cidade, que os israelenses reclamam como sua capital indivisível, possa ser feita sem a aprovação do Parlamento ou Knesset.

Os palestinos, por outro lado, exigem Jerusalém Leste como capital de seu futuro Estado.

A proposta de lei é uma emenda à Lei Básica de Jerusalém e, agora, se qualquer governo pretender dividir a cidade, precisará que 80 dos 120 parlamentares apoiem qualquer cessão territorial da disputada cidade.

“O objetivo do projeto de lei é evitar concessões nas negociações diplomáticas”, explicou uma das proponentes, a deputada Shuli Moalem Rafaeli, segundo informou o “Canal 2” de notícias.

 

Com informações de: (1)

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.