Português   English   Español

Israel repudia declarações do Irã e cobra sanções

O líder iraniano, Hassan Rohani, pediu união aos países islâmicos para que derrotem os Estados Unidos e Israel.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, condenou neste sábado (24) o discurso e cobrou sanções ao Irã por parte da comunidade internacional.

Netanyahu declarou:

A calúnia de Rohani, que apela para a destruição de Israel, demonstra mais uma vez por que as nações do mundo devem se unir às sanções contra o regime terrorista iraniano. Israel sabe muito bem como se defender do regime assassino iraniano.

Em discurso durante a 32ª Conferência Internacional de Unidade Islâmica em Teerã, Hassan Rohani afirmou que, com a mudança da embaixada americana em Israel para Jerusalém, os Estados Unidos mostraram “mais que nunca hostilidade em relação ao mundo do islã”.

“Venceremos o sionismo e os EUA se nos unirmos”, ressaltou Rohani na abertura da conferência intitulada “Jerusalém, eixo de unidade entre a ummah (comunidade islâmica)”, publicou o site da presidência iraniana.

Israel considera o Irã uma ameaça e comemorou no início do mês a entrada em vigor das sanções americanas que limitam o desenvolvimento nuclear do país.

 

Adaptado da fonte EFE

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter