Israel acusa Soros de estimular protestos no país

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, acusou o bilionário húngaro-americano George Soros de financiar protestos contra o processo de deportação de imigrantes africanos ilegais.

Nas últimas semanas, Israel anunciou um plano que pretende expulsar milhares de imigrantes africanos que entraram no país ilegalmente através de uma brecha na fronteira.

Em uma reunião com ministros no domingo (04/02), Netanyahu disse que Soros está financiando uma campanha de protesto contra o plano de Israel:

George Soros também está financiando os protestos. Obama deportou 2 milhões de infiltrados e eles não disse nada.

O bilionário globalista George Soros foi rápido para responder à acusação do líder israelense.

“Ao contrário da falsa alegação de Netanyahu, George Soros não financiou os protestos contra o plano de Israel de deportar milhares de requerentes de asilo africanos”, disse Channel 10, citando um porta-voz da Soros.

 

Com informações de: [DailySabah]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *