- PUBLICIDADE -

Itália bloqueia imigrantes ilegais em navio da própria Guarda Costeira

- PUBLICIDADE -

O governo direitista da Itália está se recusando a receber em seu território 177 imigrantes ilegais “resgatados” no Mar Mediterrâneo pela própria Guarda Costeira do país.

O novo impasse envolve o navio Diciotti, embarcação oficial que salvou os supostos náufragos nas águas territoriais italianas.

A tripulação do navio Diciotti recolheu os imigrantes ilegais na noite de 15 para 16 de agosto, entre a costa de Malta e a ilha italiana de Lampedusa.

A decisão foi tomada sem que o governo fosse consultado, o que levou o ministro do Interior, Matteo Salvini, a acusar a Guarda Costeira de desobedecer a orientação do Estado sobre a imigração no Mediterrâneo.

A estratégia utilizada pelos traficantes de pessoas que lucram com a crise migratória é abandonar centenas de imigrantes ilegais em embarcações precárias no Mediterrâneo para que países europeus façam o “resgate” e os conduzam à Europa.

O governo da Itália faz pressão para que a ilha de Malta abrigue os imigrantes ilegais, ou que a União Europeia busque uma solução.

“Agora a Europa deve se apressar para fazer sua parte”, afirmou o ministro dos Transportes, Danilo Toninelli, via sua conta no Twitter.

 

Adaptado da fonte Estadão

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -