Itália celebra envio de navio com imigrantes ilegais à Espanha

O ministro do Interior e vice-premier da Itália, Matteo Salvini, comemorou nesta segunda-feira (11) a decisão da Espanha de aceitar o desembarque do navio Aquarius com 629 imigrantes ilegais a bordo.

Para o vice-premiê italiano, o fato é uma vitória:

629 imigrantes a bordo do navio Aquarius em direção à Espanha. Primeiro objetivo alcançado. Vale a pena levantar a voz.

Matteo Salvini acusa as ONGs que atuam no Mediterrâneo de esperarem na costa da Líbia para encher seus navios de imigrantes ilegais:

Queremos colocar fim a esse tráfico de seres humanos. Como levantamos problemas para o Aquarius, o faremos para todos os outros navios.

Já as entidades dizem que essa é uma forma de evitar que essas pessoas morram tentando cruzar o Mediterrâneo em barcos superlotados ou até em botes infláveis.

O Aquarius, operado em parceria pelas ONGs SOS Méditerranée e Médicos Sem Fronteiras, foi aceito pela Espanha, agora governada pelo socialista Pedro Sánchez, após ter sido recusado por Malta e Itália.

 

Com informações de BOL
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia