Itália exige desculpas da França após declaração de Macron

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A crise entre a França e a Itália com relação aos imigrantes ilegais se agravou nesta quarta-feira (13), com Roma exigindo desculpas de Paris após declarações que considerou “inadmissíveis”.

Novo capítulo desta crise, o ministro italiano das Finanças, Giovanni Tria, desistiu de se reunir nesta quarta com o francês Bruno Le Maire, que “lamentou” esta decisão e disse esperar um novo encontro “muito em breve”.

Na terça-feira (12), o presidente francês Emmanuel Macron criticou o “cinismo e irresponsabilidade do governo italiano”, que se negou a receber o “Aquarius” – o barco com 629 imigrantes ilegais a bordo.

O ministro do Interior, Matteo Salvini, também respondeu aos comentários de Macron na tarde de hoje.

De acordo com informações de BOL:

O ministro das Relações Exteriores Enzo Moavero Milanesi, que recebeu pessoalmente Raulin, ressaltou o caráter “inaceitável” das declarações em Paris.

Na terça, Giuseppe Conte reagiu, afirmando que “a Itália não pode aceitar lições hipócritas de países que preferiram virar a cabeça para as questões de imigração”.

A escalada entre os dois países acontece antes de um Conselho Europeu nos dias 28 e 29 de junho, que deve se concentrar na questão migratória.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.